Acidente Vascular Encefálico

 

Tipos

Dependendo da causa do AVE ele pode ser hemorrágico ou isquêmico. Entenda melhor cada tipo:

AVE hemorrágico

Dizemos que o AVE é hemorrágico quando há o rompimento de um vaso cerebral, ocorrendo um sangramento (hemorragia) em algum ponto do sistema nervoso. A hemorragia pode acontecer no interior do tecido cerebral (AVE hemorrágico intraparenquimatoso), que é o mais comum e responsável por 15% de todos os casos de AVC. O sangramento também pode ocorrer perto da superfície cerebral, entre o cérebro e a meninge, conhecido como AVE hemorrágico subaracnóideo. O AVE hemorrágico não é tão comum quanto o isquêmico, no entanto, o AVE hemorrágico pode causar a morte mais frequentemente do que acidentes vasculares cerebrais isquêmicos.

AVE isquêmico

AVE isquêmico ou acidente vascular cerebral isquêmico se dá quando há uma obstrução da artéria, impedindo a passagem de oxigênio para as células cerebrais, que morrem - essa condição é chamada de isquemia. A obstrução da artéria pode acontecer por um trombo, que é um coágulo de sangue que se forma na parede do vaso sanguíneo, ou por um êmbolo, que nada mais é do que um trombo que se desloca pela corrente sanguínea até ficar preso em um vaso sanguíneo menor que sua extensão.

Causas

Causas do AVE hemorrágico

Quando falamos em um AVE hemorrágico, a hemorragia pode ser causada por fatores como:

  • Hipertensão arterial
  • Inflamação nos vasos sanguíneos, que podem se desenvolver a partir de doenças como sífilis, doença de Lyme, vasculite e tuberculose
  • Distúrbios de coagulação do sangue, como a hemofilia
  • Ferimentos na cabeça ou no pescoço que resultam em danos aos vasos sanguíneos na cabeça ou no pescoço
  • Tratamento com radiação para câncer no pescoço ou cérebro
  • Angiopatia amiloide cerebral (uma doença degenerativa dos vasos sanguíneos)
  • Aterosclerose
  • Arritmias cardíacas
  • Doenças das válvulas cardíacas, como prolapso da válvula mitral ou estenose de uma válvula cardíaca
  • Endocardite
  • Forame oval patente, que é um defeito cardíaco congênito
  • Distúrbios de coagulação do sangue
  • Vasculite (inflamação dos vasos sanguíneos)
  • Insuficiência cardíaca
  • Infarto agudo do miocárdio.

Causas de um AVE isquêmico

Uma isquemia causadora de um AVE pode ocorrer por fatores como:

  • Aterosclerose: condição vascular onde ocorre o acúmulo de lipídeos (como o colesterol e triglicérides), plaquetas e outras substâncias no seu interior dos vasos, levando a um espessamento gradual de suas paredes e gerando sua obstrução
  • Formação de trombos: pequenos grumos sanguíneos coagulados, de diversos tamanhos, que quando em circulação, encontram um vaso menor que seu diâmetro causando sua obstrução
  • Inflamações: respostas locais que o nosso corpo produz para combater alguma situação indesejável. No AVE, as inflamações mais comuns são as causadas por anti-corpos (doenças auto-imunes) e as infecções que acometem o interior das artérias. (3, 4 e 5)

Fatores de risco

Os fatores de risco mais conhecidos para um AVE, seja qual for o tipo, são:

  • Hipertensão
  • Diabetes tipo 2
  • Colesterol alto
  • Sobrepeso e obesidade
  • Tabagismo
  • Uso excessivo de álcool
  • Idade avançada
  • Sedentarismo
  • Histórico familiar: o risco é maior se um parente próximo, como pai, mãe ou irmão, teve um AVE
  • Sexo masculino.

Além disso, doenças cardiovasculares que influenciam no fluxo sanguíneo podem aumentar o risco de AVEs isquêmicos, como:

  • Arritmias cardíacas, como fibrilação atrial
  • Doenças das válvulas cardíacas, como prolapso da válvula mitral ou estenose de válvula cardíaca
  • Endocardite, que é a infecção das valvas do coração
  • Forame oval patente, que é um defeito cardíaco congênito
  • Insuficiência cardíaca
  • Infarto agudo do miocárdio. (1, 3, 4 e 5)